Sabesp

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) é uma empresa de sociedade mista.

Agora em 2023 ela completa 50 anos de existência, e tem sido uma grande aliada no combate a um problema muito comum nas grandes cidades: vazamentos de água nos imóveis.

Trata-se de um problema que traz inúmeros prejuízos, não só para os proprietários desses imóveis, mas, pra todos.

Afinal, vazamentos não só deterioram a estrutura de qualquer local, como também causam desperdícios incalculáveis.

Então, veja a seguir um pouco do trabalho da Sabesp em relação ao abastecimento de água em mais de 300 municípios de São Paulo, e como ela ajuda a evitar e consertar vazamentos.

Sabesp abastecimento

Toda a água que chega ao encanamento do um imóvel em pequenas e grandes cidades no Brasil vem através de uma concessionária desse tipo de serviço.

No caso de São Paulo, e responsável por isso é a Sabesp.

O abastecimento que ela entrega vem de reservas de rios, lagos, riachos, represas e, em alguns casos, de lençóis freáticos e mananciais.

Basicamente, toda a água que chega às torneiras de bairros paulistas atendidos pela Sabesp vem de um desses locais

Importante destacar que a água, antes de chegar aos imóveis, passa por um tratamento nos reservatórios da empresa.

O motivo é claro: oferecer um produto que tenha uma melhor qualidade para os usuários.

Dentre as principais fontes de água que a Sabesp dispõe, podemos destacar os mananciais.

Eles podem ser locais tanto para reservas hídricas e fontes de água em si, com estas podendo ser superficiais ou subterrâneas.

Em se tratando especificamente da Região Metropolitana de São Paulo o abastecimento feito pela Sabesp é feito com água armazenada em barragens (ou mesmo represas), graças ao acúmulo de chuvas.

Contudo, se estivermos falando do interior de São Paulo, então o abastecimento dos bairros se dá, na maior parte dos casos, por mananciais que são subterrâneos.

Com toda essa engrenagem de abastecimento, a Sabesp monitora uma quantidade imensa de hectares de espelhos d’água e área em torno dos mananciais para garantir um serviço correto.

Ah, e você sabia que essas áreas que a Sabesp monitora para o abastecimento de São Paulo representam aproximadamente 1,4% do que sobrou da Mata Atlântica do estado?

Pois bem, mas, agora vamos a questões práticas de abastecimento e como a Sabesp pode lhe a ajudar a combater vazamentos e desperdícios de água.

Sabesp controle de perdas de água

Não só na Sabesp, mas, em praticamente todas as empresas de abastecimento de água no Brasil, há um procedimento chamado de “controle de perdas”.

Trata-se de um número obtido através da diferença entre o volume de água produzido nas estações de tratamento e a quantidade total de volumes medidos pelos hidrômetros nos imóveis.

Essas perdas podem ser divididas em duas categorias. São elas:

Perdas físicas

Também chamadas de perdas reais, elas se referem à água que nem sequer chegou a ser consumida pelo usuário.

Os motivos podem ser diversos, como vazamentos, por exemplo.

Inclusive, é preciso destacar que vazamentos podem acontecer por problemas em canos que levam água da Sabesp ao usuário, ou em tubulações internas do próprio imóvel.

Outra característica dos vazamentos é que eles podem tanto ser visíveis, quanto invisíveis (ou ocultos), neste último caso, sendo mais difícil de localizar a consertar a avaria.

Muitas vezes, o proprietário só percebe a existência da avaria depois que ela se torna mais grave ou quando chega conta alta.

Se o problema for externo e fora do seu imóvel (como um cano estourado na calçada ou não rua), você pode se comunicar com a Sabesp para que ela faça o conserto o mais rápido possível.

Perdas não físicas (ou aparentes)

As perdas de água aqui se referem diretamente ao consumo do usuário, e que por motivos diversos (como vazamentos) não é devidamente contabilizado pela Sabesp.

Além de vazamentos, o problema também acontece devido a fraudes e ligações clandestinas, além de avarias no hidrômetro também.

Resumindo: a perda de água o abastecimento pode ocorrer por falhas na infra-estrutura, ou devido a questões operacionais.

Em ambos os casos, é importante o usuário ficar atento, pois, perdas sistemáticas de água levam a problemas relacionados a racionamento.

Sabesp controle na rede hdráulica

Enquanto responsável pelo abastecimento das regiões paulistas, e Sabesp realiza algumas ações para evitar perdas contínuas de água, independente das causas desse problema.

Dessa forma, ajuda na prevenção a desperdícios e outros graves problemas envolvendo falta de água.

Entre essas ações, podemos citar:

Gerenciamento sistemático da pressão

Em alguns casos, o problema de abastecimento em um imóvel é causado por questões mecânicas na rede local.

Entre esses transtornos, é que acaba sendo bastante comum é a pressão elevada em decorrência de avarias no encanamento que leva água aos imóveis.

Por conta disso, a Sabesp realiza um gerenciamento nas obras que se encontram nos setores de distribuição.

Pra facilitar, sempre são instaladas válvulas especiais que regulam a pressão da água, impedindo desgastes nos canos.

Renovação estrutural

É comum que, com o passar do tempo, o encanamento (seja da rua, seja o interno de casas e prédios) se desgaste com o passar dos anos.

Ou seja, chega um momento em que é preciso fazer a troca parcial ou total da infra-estrutura desses canos e tubulações.

Lembrando que se a parte danificada do encanamento estiver sob responsabilidade da Sabesp, é ela que fará o serviço de reforma.

Se for do usuário, ele precisa contratar um encanador ou técnico de caça vazamento o quanto antes.

Substituição periódica de hidrômetros

Outro problema comum no abastecimento de água e que pode ser resolvido pela Sabesp é quando o hidrômetro começa a dar defeito por tempo de uso, e precisa ser trocado.

Por isso, é importante que se você note que o hidrômetro está com alguma avaria, ou simplesmente não está funcionando bem, ligue para a Sabesp, que ela irá providenciara a troca do aparelho.

Destacando que essa troca será gratuita para o cliente, caso o defeito tenha sido por tempo de uso ou por avaria já presente no próprio aparelho antes da instalação.

Controle de vazamentos na rede hidráulica

Para evitar a perda sistemática de água em canos e tubulações por aí, uma das ações mais importantes é combater os vazamentos.

Por isso, tanto o usuário, quanto a própria Sabesp, precisam ficar atentos quanto ao aparecimento de avarias hidráulicas.

Mas, para determinar a origem do problema, muitas vezes, é necessária a contratação de um técnico de caça vazamentos ou encanador, pois, o problema pode ser de vazamentos ou de infiltrações.

É ele que irá determinar a responsabilidade pelo conserto.

Inclusive, se o usuário tiver sido lesado por problemas hidráulicos de responsabilidade da Sabesp (como aumento da conta ou danos estruturais no imóvel), ele pode pedir ressarcimento.

Porém, só se for comprovado que o vazamento era para a empresa abastecedora resolver, e essa avaria causou prejuízos particulares.

Caso contrário, o dono do imóvel é que precisa contratar os serviços de uma empresa de caça vazamentos para resolver o problema.

Importante dizer que a Sabesp também orienta como localizar avarias hidráulicas nos imóveis com mais facilidade.

A seguir, algumas dessas orientações.

Testes de vazamentos da Sabesp

A Sabesp disponibiliza em seu site uma série de testes e procedimentos bem simples para detectar a existência de vazamentos nos mais diversos tipos de imóveis.

Vamos conferir que testes são esses, e que ajudam a evitar transtornos como desperdícios, por exemplo?

Teste do hidrômetro

Esse teste aqui é bem rápido e envolve verificar, por meio do relógio do hidrômetro, se existe alguma avaria hidráulica no local.

Para iniciar esse procedimento, deixe todos os registros das paredes abertos, fechando todas as torneiras do imóvel, e não usando vaso sanitário, ou aparelhos que usam água, como máquinas de lavar.

Depois que fizer isso, anote o número que aparece no hidrômetro, esperando 1 hora.

Depois desse tempo, se os números do relógio mudaram, há uma probabilidade muito grande de ter vazamentos nas tubulações mais ocultas do imóvel.

Teste em canos alimentados pela Sabesp

O teste de detecção aqui é bastante simples e prático.

Veja: feche o registro da parede, e abra uma torneira qualquer que receba água da rua pela Sabesp.

Aguarde até que todo o líquido escorra e coloque imediatamente na boa da torneira um copo com água.

Se a torneira literalmente sugar a água do copo, deve haver algum problema de vazamentos nos canos alimentados pela Sabesp, ficando mais fácil assim detectar exatamente onde a avaria pode estar.

Teste em canos alimentados pela caixa d’água

Outro problema comum de vazamentos de água nas residências e imóveis em geral é quanto aos canos que recebem abastecimento diretamente da caixa d’água do local.

Se desconfia de que há algum problema nessas tubulações você pode começar um teste fechando todas as torneiras do local.

Até as torneiras usadas em máquinas de lavar e do vaso sanitário precisam ser fechadas.

Em seguida, o procedimento consiste em fechar a torneira da boia da caixa, marcando o nível de água nesse reservatório.

Após 1 hora mais ou menos, se esse nível baixar, então, deve haver algum vazamento nesse sistema de canos, mais uma vez, facilitando a detecção mais precisa da avaria.

E, assim, providenciando seu reparo.

Teste em tubulação embutida na parede

Vez ou outra, vazamentos podem ocorrer em tubos e canos que passam por paredes ou pisos, e esse estão entre as avarias mais incômodas, pois, gasta-se mais para consertar o problema.

Além, é claro, do aspecto feio que esses problemas podem deixar na estética do imóvel.

Para evitar isso, a Sabesp recomenda um teste bem simples, mas, pra isso, é preciso que você saiba por onde exatamente passam os canos naquele lugar.

Depois, no decorrer da extensão da tubulação, dê pequenas batidas, tentando identificar algum barulho de “oco” ou de “fofo”.

Se perceber algum ruído semelhante, talvez tenha alguma avaria naquele lugar em específico.

Ali naquele espaço é provável que surja, com o passar do tempo, uma infiltração bem grave.

Além desse teste das batidas, manchas de mofo e bolor são comuns após um tempo de infiltração não resolvida.

Teste do vaso sanitário

Pra finalizar, vamos de outro teste igualmente simples, mas, eficaz e que ajuda a localizar um tipo de vazamento bem comum nas residências por aí: o do vaso sanitário.

O procedimento é fácil: jogue borra de café ou cinzas de qualquer material no interior do vaso e aguarde.

O ideal é que esse conteúdo fique parado e depositando no fundo do vaso, sem se mexer.

Se isso não acontecer, deve haver algum vazamento na válvula de descarga ou em outra parte do vaso.

Caso se formem com frequência pequenas poças de água ao redor do vaso, isso também é indício de problemas, e a recomendação da Sabesp é contratar um técnico de caça vazamentos.

Veja, a seguir, quando contratar esses profissionais pela Ligeirinho, que oferece preços muito convidativos.

Contas, faturas e descontos

A conta emitida pela Sabesp é entregue logo após a leitura feita no hidrômetro, indicando ali o consumo em um ciclo durante 1 mês.

Essa conta também serve como comprovante em caso de contestação por causa de vazamentos e outros problemas hidráulicos.

O próprio cliente pode marcar quando é a época de visita do funcionário da Sabesp, e verificar o consumo do período bate com o valor registrado na conta.

Conta alta

Uma conta de água pode vir alta devido ao aumento de consumo no imóvel, ou por causa de vazamentos no local.

Outro provável motivo são acréscimos de serviços extras solicitados à Sabesp em meses anteriores.

Depois de saber qual a causa da conta alta, e se não for por motivo do aumento do consumo, entre em contato com a concessionária para fazer a contestação da conta.

Essa solicitação pode ser feita pelo site (na agência virtual ou no chat), ou pelo telefone: 0800-055-0195.

Conta em atraso

Conta em atraso pode causar corte dos serviços prestados. Por isso, a recomendação é entrar em contato com a Sabesp para negociar a dívida, talvez, parcelando os débitos em aberto.

De preferência, faça essa solicitação presencialmente, nas unidades de atendimento da empresa nas cidades onde ela faz o abastecimento.

2º via de conta vencida

Clientes de diversas concessionárias hoje em dia podem solicitar a 2ª via de suas contas de água vencidas pelos sites da empresa, como acontece com a Sabesp.

Através do seu site, é possível emitir a 2ª via informando apenas o RGI (Registro Geral de Imóvel), que é o código de identificação na Sabesp, localizado bem no canto superior esquerdo de conta.

Se preferir, o cliente poderá pegar uma segunda via de sua fatura num dos postos de atendimento da empresa.

Segunda via parcelamento

Pessoas físicas, empresas e estabelecimentos comerciais e de serviços possuem direito de tentar fazer o parcelamento de suas contas atrasadas, e assim sanar dívidas com a Sabesp.

Geralmente o sistema de parcelamento da Sabesp abrange até 12 meses anteriores em atraso, e a quantidade de parcelas também pode ser negociada, contanto que o valor vá até R$ 5.000,00.

É um processo que pode ser feito tanto no site da empresa, quanto em suas unidades de atendimento presencial.

Caso deixe de pagar alguma parcela, você pode tentar renegociar os valores restantes nos postos de atendimento da concessionária.

Desconto vazamento

Caso o vazamento se dê do hidrômetro para fora da casa, ou o problema hidráulico esteja no próprio cavalete (contanto que não sido causado por terceiros), é de responsabilidade da Sabesp o conserto ou troca de eventuais peças e aparelhos.

Além disso, é possível obter desconto nas próximas contas se for comprovado que o vazamento na rua ou que o problema no hidrômetro causou o aumento da fatura.

Esse desconto é concedido nas unidades da Sabesp com toda a documentação exigida (laudo com a comprovação do problema hidráulico, escritura da casa, documentos de identidade e as 6 contas anteriores).

Tarifas

A estrutura tarifária adotada pala Sabesp é um conjunto de tarifas e regras cobradas de acordo com a categoria que os usuários se enquadram (residencial, comercial, industrial e pública).

É preciso estar atento a essas tarifas, bem como às cobranças mensais, para ter uma média de consumo mensal. Existem valores para tabelas com consumo até 10 m3, de 11 m3 a 20 m3, e assim por diante.

Dessa forma, é possível identificar algum problema hidráulico (como vazamentos, por exemplo) caso a fatura venha mais alta do que o normal sem nenhuma justificativa.

A tabela de tarifas se encontra no site da Sabesp.

Tarifa social

A tarifa social na Sabesp é fornecida para clientes residenciais, sendo destinada a residências que sejam unifamiliares, para habitações coletivas e até mesmo de risco, e também para pessoas desempregadas.

No caso de ser uma residência unifamiliar, o cliente em questão deve ter renda de até três salários mínimos, morador de área útil até 30 m2, entre outros requisitos.

Já para os desempregados o consumo básico tem que ser de até 15 m3, sendo ainda o titular da conta há, pelo menos, mais de 90 dias, entre outras exigências.

A solicitação da tarifa social deve ser feita no site da Sabesp.

Denúncia, emergência e telefones

Para se comunicar com a Sabesp a fim de informar um problema de vazamento, seja no hidrômetro, seja na rua, é preciso ligar para 0800-055-0195 e 195, ou pelo site da empresa.

Entre as ações que você pode solicitar ou reclamar perante a Sabesp, estão estas aqui:

Informar vazamentos na rua

Neste caso, trata-se de comunicar caso você perceba alguma avaria em canos de esgoto ou em tubulações além do hidrômetro do seu imóvel (ou seja, na rua, e sob responsabilidade da Sabesp).

Além dos telefones e do site da empresa, há também as suas redes sociais, como Facebook, Twitter ou WhatsApp: (11) 9-5976-3843.

No site da Sabesp você pode informar se o problema é na tubulação mais superficial da rua ou em esgotos, como problemas de entupimento.

Denunciar vazamentos de terceiros

Através dos canais de comunicação da Sabesp também é possível fazer denúncias de vazamentos de outros imóveis do bairro, especialmente se estes estiverem abandonados.

E, claro, há também a possibilidade de algum vizinho não ter notado um vazamento que esteja prejudicando outras pessoas ao redor.

Nesse caso, a denúncia pode ser feita se o vizinho se recusar a resolver o problema.

Emergências de vazamentos em geral

Há muitos casos emergenciais envolvendo vazamentos, como canos estourados na rua.

O contato aqui pode ser feito pelo 195, e quanto mais rápida for a comunicação da emergência, mais ágil será o conserto.

Outros telefones importantes

A Sabesp possui dois telefones que servem várias funções.

O primeiro é o 0800-055-0195, e serve para qualquer tipo de solicitação, e o outro é 195, e se refere a serviços mais emergenciais.

O 195 é 24 horas por dia e o 0800-055-0195 é de segunda a sexta, das 7h às 21h, e no sábado, das 7h às 13h.

Há também o 0800-777-3700 e o 0800-016-0195, e servem para pessoas portadoras de necessidades especiais (da fala ou auditiva).

Sabesp em São Paulo

Os telefones dessa filial são: 195 (para emergências) e 0800-055-0195 (para questões menos urgentes).

Há também o site e as redes sociais informadas anteriormente.

Sabesp em Guarulhos

Os meios de contato aqui são basicamente os mesmos dos anteriores, tendo ainda duas agências com atendimento presencial:

Bonsucesso - ES PRES JUSCELINO K OLIVEIRA, 5308 - PQ SAO MIGUEL - GUARULHOS, SPDE SEG À SEX, DAS 08H ÀS 19H E SAB, DAS 08H ÀS 13H.

Poupatempo - RV PRES DUTRA, 225 - JD CUMBICA - GUARULHOS, SPDE SEG À SEX, DAS 07H ÀS 19H E SAB, DAS 07H ÀS 13H.

Dicas da Sabesp

A Sabesp também fornece dicas valiosas tanto para localizar vazamentos com mais facilidade, quanto para ter um consumo mais racional de água.

Veja agora que dicas são essas.

Como economizar mais água

Aqui, a Sabesp recomenda a mudança de alguns hábitos cotidianos a fim de gastar menos água.

Por exemplo: passar menos tempo no banho (cerca de 5 minutos), e deixar a torneira desligada durante a escovação dos dentes.

Além disso, retirar o excesso de alimentos de pratos e talheres antes da lavagem (por máquina de lavar ou pela torneira) ajuda na economia.

Fora ainda a recomendação de abolir a mangueira e usar baldes para lavar calçadas e carros.

Regularização do cavalete

Aqui, a recomendação é regularizar o cavalete em caso de troca de modelo ou por levantamento ou rebaixamento de sistema.

A solicitação dessa mudança é feita mediante a posse do número do imóvel em placa fixada em local que seja visível, não ter débitos de contas anteriores, entre outros requisitos.

Além da regularização o conserto do cavalete também pode ser realizado em caso de defeito ou vedação do registro.

Essa solicitação é feita pelo site da Sabesp, ou pelos telefones: 0800-0550195 e 0800-0160195.

O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e sábado, das 7h às 13h.

Caça vazamento pela Sabesp

Neste caso aqui a Sabesp recomenda o seguinte: se a avaria estiver do cavalete para fora do imóvel, a responsabilidade do conserto do vazamento é dela.

Caso contrário, o cliente precisa arcar com os custos de reparo se a avaria for do cavalete para dentro do imóvel.

Lembrando que o telefone para emergências da Sabesp é 195, e que existem empresas de caça vazamentos como a Ligeirinho que podem detectar e consertar rapidamente qualquer vazamento interno.

Quando contratar um técnico ou encanador de caça vazamento?

A Sabesp e outras empresas concessionárias de água recomendam que a contratação de um serviço desses seja feita assim que surgir desconfiança de que existe alguma avaria hidráulica no imóvel.

O quanto antes esses profissionais forem chamados, melhor, pois, um vazamento que demore a ser consertado pode causar transtornos diversos, como deterioração do imóvel e prejuízos financeiros.

Pra facilitar a sua vida, veja a seguir o que nós, da Ligeirinho Caça Vazamentos oferecemos pra você.

Contrate um profissional da Ligeirinho

De acordo com o que a própria Sabesp orienta, é necessário chamar um profissional assim que desconfiar de vazamento ou um encanador, em caso de obstrução de canos que precise de serviço de desentupidora.

Essa desconfiança, inclusive, pode ser em decorrência da conclusão dos testes que citamos antes, ou simplesmente por outros sinais, como azulejos descolando ou conta de água aumentando do nada.

Assim que os nossos técnicos ou encanadores forem contatados e chegarem ao imóvel com a avaria, eles poderão constatar dois tipos bem específicos de vazamentos:

Problemas em tubulações internas do imóvel

Esse tipo de vazamento aqui é simples de identificar, pois, basicamente, ocorrem do cavalete para dentro dos imóveis, sendo um tipo de avaria bem comum.

Aqui, neste caso, os vazamentos podem ser mais visíveis ou mais ocultos, sendo, portanto mais fáceis ou mais complicados de localizar.

Na maioria das vezes, o problema ocorre por desgastes nos canos com o passar do tempo, ou devido a materiais de má qualidade na rede hidráulica usados na construção ou em reformas recentes.

Diante de inúmeras possibilidades, o que o técnico de caça vazamento vai fazer são testes para fazer uma varredura completa no local, e detectar o ponto exato de todas as avarias.

Esses testes são feitos, hoje, com equipamentos modernos que auxiliam numa localização mais precisa, sem a necessidade de muito quebra-quebra.

Depois que as avarias são devidamente identificadas, o que esses técnicos fazem é elaborar um orçamento de correção, com todos os detalhes do reparo, e que pode ser aprovado ou não pelo usuário.

De um modo geral, é necessário que os vazamentos, sejam eles ocultos ou não, possam ser reparados o quanto antes, evitando deterioração da estrutura do local e muitos desperdícios.

Problemas em tubulações externas ao imóvel

Quando o vazamento ocorre do cavalete para fora do imóvel, chamamos isso de avarias externas, sendo a Sabesp a responsável pelo conserto e manutenção dessas tubulações.

É importante sempre ficar atento para sinais de avarias do tipo, pois, vazamentos na rua ou na calçada, por exemplo, podem prejudicar o seu imóvel em longo prazo.

Além, é claro, de contribuir para o racionamento de consumo na região.

Portanto, assim que perceber um problema do tipo, você deve se comunicar com a central de atendimento da Sabesp para resolverem o problema o quanto antes.

E, caso você tenha sido prejudicado de alguma forma por esse tipo de vazamento, contrate um técnico da área para emitir um laudo.

Um dos benefícios que esse profissional oferece é justamente esse documento, que serve como comprovante.

Em posse desse laudo, é só solicitar o ressarcimento dos prejuízos.

Esse laudo, por sinal, serve até para contestar contas muito altas em decorrência de avarias externas ao seu imóvel.

Para maiores informações e orientações de como proceder em caso de vazamentos, esses são os principais contatos da Sabesp:

Site: https://site.sabesp.com.br/site/Default.aspx

Fone para emergência: 195

Central de Atendimento: 0800 055 0195

WhatsApp: (011) 3388-8000

Telefone da Ligeirinho Caça Vazamentos: (11) 97084-1278.

FAQ (Perguntas frequentes)

  • Quando o reparo de um vazamento é de responsabilidade da Sabesp?

    Basicamente a Sabesp precisa consertar e fazer a manutenção do encanamento que se encontra do cavalete para fora dos imóveis, ou seja, nas ruas e avenidas como um todo.
    Da mesma forma que é de responsabilidade do cliente consertar o vazamento que se encontre do cavalete para dentro do seu imóvel.

  • Como falar com atendimento da Sabesp?

    Além da Central de Atendimento que atende pelo número 0800 055 0195 e o telefone de emergência que é 195, a Sabesp atende pelo WhatsApp: (011) 3388-8000.
    Fora isso, possui o seu site institucional, que também pode servir como ponto de contato: site.sabesp.com.br

  • Qual o valor para religar a água via Sabesp?

    Quando se trata de restabelecimento do abastecimento devido ao corte ou religamento em decorrência de suspensão, esse serviço é gratuito.
    No portal da agência virtual da Sabesp tem uma tabela de preços, incluindo todos os valores referentes à aferição ou substituição do hidrômetro, por exemplo.

  • Com quantas contas atrasadas a Sabesp corta a água?

    O prazo máximo para corte de água em um imóvel é de 90 dias a contar da data que a conta deveria ter sido paga.
    Depois do pagamento dos débitos, é necessário se comunicar com a Central de Atendimento da Sabesp para solicitar o religamento dos serviços de abastecimento.

  • Como reclamar de cobrança indevida da Sabesp?

    Primeiro ligue para a Central de Atendimento e siga todos os procedimentos que o atendente indicar, aguardando alguns dias para a sua reclamação ser analisada.
    Caso não se resolva, entre novamente no site da Sabesp, e procure pela área de Ouvidoria. Preencha o formulário com informações, como dados pessoais e número do protocolo da reclamação anterior.