Consumo de água

É preciso sempre ficar de olho no consumo de água diário, pois, isso, além de economizar na conta e evitar racionamento, ainda pode indicar se tem algum vazamento no imóvel.

Ficando atento a essas questões, é possível mudar os hábitos diários para gastar menos água, e ainda se prevenir de uma série de problemas em canos e tubulações em geral.

Veja a seguir algumas das maneiras mais simples de fazer isso.

Redução do consumo de água

Com o passar do tempo, a água está se tornando um bem de consumo mais escasso devido às mudanças climáticas, mas, principalmente, por causa de desperdícios.

Um dos motivos mais claros que levam a essa escassez por desperdícios é a não solução de problemas como vazamentos e também ao uso de água sem controle e consciência.

Inclusive, muitos dos vazamentos que desperdiçam água poderiam ter um reparo mais rápido caso o proprietário ou morador do local pudesse observar pequenos detalhes antes de um estrago maior.

Tanto mudar hábitos de consumo, quanto combate o desperdício por avarias hidráulicas é essencial para evitar sérios problemas, como racionamento indeterminado.

No caso de vazamentos, por exemplo, existe sempre a possibilidade de contratar encanadores para fazer o conserto mais rápido da avaria.

Nos próximos tópicos, daremos algumas dicas de como racionalizar melhor o consumo de água no imóvel sem, prejudicar o seu dia a dia.

Dicas de consumo de água

Veja agora algumas atitudes simples para gastar menos água recebida por concessionárias como a Sabesp.

Menos tempo no banho

Tomar banho demorado causa bastante desperdício, especialmente se cada pessoa no imóvel toma mais de um por dia.

Para evitar perdas grandes de água, o ideal é sempre fechar o registro quando estiver se ensaboando, pois, trata-se de um líquido sem nenhuma utilidade prática.

Pra se ter uma Idea do tamanho do problema, um banho com duração de 15 minutos mais ou menos consome cerca de 135 litros de água de uma única vez, ao passo que 5 minutos gastam apenas 45 litros.

E já que estamos falando do banheiro, este é um dos lugares onde mais acontecem problemas com vazamentos e infiltrações.

Limpeza com balde ao invés de mangueira

Para lavar calçada, varandas, quintais e até carros, muitas pessoas usam mangueira, o que de fato é mais rápido, porém, gasta litros e mais litros de água sem necessidade.

Mesmo que seja mais demorado, a dica é usar vassoura e balde apenas. Inclusive, você pode limpar calçadas e varandas a cada dois dias, e usar água somente uma vez por mês.

Ou seja, o mais recomendado é abolir de vez a mangueira, pois, é natural que o gasto com água através dela seja maior.

Inclusive, essas recomendações, além de racionalizarem água, evita conta alta, que também é um problema por causa de desperdícios.

Uso de máquinas de lavar

O uso cotidiano de máquinas de lavar roupa e louça precisa ser feito de maneira consciente para evitar grandes desperdícios de água.

Uma máquina de lavar roupa com capacidade para 5 kg, por exemplo, gasta em torno de 135 litros de água numa única lavagem.

A dica aqui é simples: junte o máximo de roupas e louças que puder para lavar tudo de uma vez nessas máquinas em sua capacidade máxima.

Por sinal, para facilitar o processo das louças, a recomendação é tirar um pouco o excesso de comida dos utensílios antes do uso da máquina.

No caso da máquina de lavar roupa o uso dela uma única vez por semana é mais do que suficiente.

Reaproveitamento da água para usos diversos

Além das dicas dadas até o momento, outra forma de reduzir o consumo de água é fazer o reaproveitamento dela de diversas formas.

Por exemplo: a água da máquina de lavar roupa pode ser usada para limpar varandas, calçadas e quintais (e até mesmo para regar plantas).

Outra maneira de fazer o reaproveitamento de algum tipo de água é recolher a da chuva através de sistema de calhas, ou simplesmente em baldes e outros recipientes.

Lembrando apenas que ela não deve ser usada para consumo humano, e sim, para a limpeza de espaços no imóvel.

Essa água pode ser armazenada em recipientes ou reservatórios, contato que estejam muito bem fechados.

Horário para a rega de plantas

Para garantir um consumo racional de água, também é necessário saber quando regar plantas.

Isso porque nos horários mais quentes a água evapora rápido, sendo necessário fazer mais regas, causando um gasto maior do que deveria.

Portanto, a recomendação é fazer essas regas ou no início da manhã ou no final da tarde (até mesmo à noite).

Com menos regas haverá um gasto mínimo de água, e as plantas irão ficar sempre bonitas.

Uso de descarga com válvula dupla

Existem muitos mecanismos que auxiliam na redução de gastos com água, e um deles é a válvula dupla para descarga.

Uma válvula comum, por exemplo, despeja cerca de 6 litros de água, enquanto que o aparelho com válvula dupla pode usar 3 ou 6 litros, proporcionando um gasto compatível com a necessidade.

Esse mecanismo tanto pode ser instalado em descargas na parede, como em caixas acopladas, facilitando ao uso consciente de água, e garantindo a prevenção a desperdícios.

Cuidados com a água da piscina

A piscina é um dos locais em prédios e casas que mais gasta água, e por isso é necessário se precaver tanto nas instalações dela, quanto na sua manutenção.

Esses cuidados, inclusive, facilitam para que não seja necessário encher a piscina com mais frequência do que deveria, gastando muita água.

Uma das dicas é cobrir a piscina quando ela não estiver sendo usada (só isso evita cerca de 90% de sua evaporação).

Uma lona com filtro UV já resolve bem essa questão, sendo um material encontrado com facilidade em lojas agropecuárias.

Individualização de hidrômetros

Uma maneira ótima de garantir o consumo racional de água é individualizando hidrômetros em residências que tenham muitas pessoas ou famílias em um mesmo espaço.

Isso quer dizer que cada morador ou grupo será responsável pelo seu próprio consumo.

Isso fará com que, automaticamente, passe-se a gastar somente o necessário de água fornecida por concessionárias como a Sabesp.

A cobrança na conta acaba sendo mais justa dessa maneira, ao mesmo tempo em que não deixa a sensação que alguns podem gastar muito, enquanto que outros gastam bem mais, e pagam o mesmo.

Por isso, em residências multifamiliares, a recomendação é falar com a concessionária da região para providenciar esse esquema de contabilização de consumo.

Lembrando que cada um ficará responsável pela manutenção do seu próprio hidrômetro, incluindo aí acionar a concessionária em caso de defeitos ou para a troca do aparelho.

Consumo racional de água

Agora, vamos mostrar algumas práticas que podem ser repensadas para garantir um consumo mais correto de água no dia a dia.

Economia na escovação dentária

É comum as pessoas escovarem os dentes enquanto deixam a torneira ligada, e só essa prática já gasta muitos litros de água de uma só vez.

Portanto, a recomendação é deixar a torneira fechada no momento da escovação, ou ainda melhor: usar um copo com água, que gasta bem menos do que a torneira.

Lavagem correta de frutas e legumes

Outra forma de economizar água de maneira mais adequada é lavando frutas e legumes numa bacia com água, ao invés da torneira.

Essa água da bacia pode conter detergente neutro ou vinagre de álcool para facilitar a limpeza.

Inclusive, essa mesma água pode ser reaproveitada depois para a rega de plantas.

Uso da água do ar-condicionado

Uma maneira bem simples de reaproveitar água que geralmente é jogada fora é usar aquela que escorre do ar-condicionado.

O reaproveitamento aqui é bem simples: basta colocar um balde debaixo do cano, e quando tiver água suficiente, colocar para descarga ou para a lavagem de quintais e calçadas.

Localização e conserto de vazamentos

Um dos maiores fatores de desperdício no consumo racional de água é a existência de vazamentos em partes diferentes do imóvel.

Essas avarias podem ser em qualquer lugar, como uma simples goteira em torneiras, ou mesmo infiltrações graves em canos embutidos nas paredes, ou embaixo de pisos.

Notar com a rapidez necessária onde estão essas avarias ajuda a fazer um conserto mais imediato, e consequentemente evitar desperdícios que comprometem o consumo de água na região.

Afinal, quanto mais se desperdiça água, maiores são as chances de ter um racionamento em determinados bairros.

Para facilitar a detecção mais precisa dessas avarias, a recomendação é contatar técnicos de caça vazamentos.

Eles possuem toda a tecnologia necessária para garantir um trabalho mais adequado de localização e reparo.

Sem contar ainda que muitas empresas, além de oferecerem serviços de caça vazamentos, ainda trabalham como desentupidora, visto que obstrução em canos também é um problema que provoca muita perda.

Para o caso de evitar esses problemas, vamos mostrar algumas dicas.

Prevenção a vazamentos de água

Prevenir vazamentos pode ser mais simples do que você imagina, assegurando economia, tanto no consumo de água, quanto em gastos com possíveis reformas.

Veja como fazer.

Invista em equipamentos adequados

Para evitar vazamentos de todos os tipos, a recomendação é usar equipamentos e materiais de qualidade, e de preferência, que sejam da mesma marca.

Isso possibilita que o seu encaixe seja mais compatível, evitando assim “gambiarras” que podem se desfazer a qualquer momento.

Troca periódica de componentes hidráulicos

Outra forma de se prevenir contra vazamentos de todos os tipos é investindo em manutenções de tempos em tempos.

Geralmente, a recomendação é fazer isso a cada 3 ou 5 anos, cuja finalidade principal é trocar componentes gastos ou danificados.

Com isso, você evita avarias graves e que causam desperdícios antes que aconteçam.

Técnicos e encanadores de caça vazamentos fazem esse tipo de serviço a um preço muito bom.

Cuidado em pequenas e grandes reformas

Outro ponto importante que você deve levar em consideração é quanto a reformas no imóvel.

Sejam essas reformas grandes, ou pequenos reparos, tenha cuidado para não danificar canos que estejam no meio do caminho.

Até mesmo um simples furo na parede danifica o cano que pode passar por ali, provocando avarias que depois virão a ficar mais graves.

Limpeza e manutenção da rede como um todo

Uma questão que não pode ser negligenciada é a limpeza a componentes hidráulicos e reservatórios de água.

Esse trabalho de tempos em tempos permite verificar com maior precisão se tem alguma avaria ou não no local.

Por exemplo: a recomendação é limpar a caixa d’água, pelo menos, a cada 6 meses, e assim observar se ela não tem nenhum furo ou rachadura que possa estar vazando água.

Já os componentes internos de válvulas reguladoras precisam ser trocados a cada 3 anos, no máximo.

Portanto, sempre esteja atento à vida útil de certos componentes da rede hidráulica, garantindo o seu completo funcionamento sempre.

Mas, e se mesmo assim, vazamentos surgirem, você pode contratar os nossos técnicos.

Em caso de vazamentos, contate a Ligeirinho

Mesmo com todos esses conselhos sobre como economizar no consumo de água, um dos maiores problemas que desperdiçam muito desse líquido são os vazamentos.

E, para fazer a detecção e o reparo de muitas avarias dessas por um preço baixo, a recomendação é chamar os nossos técnicos/encanadores/caçadores de vazamentos.

Eles trabalham com o que há de mais moderno em termos de equipamentos hidráulicos para conseguir fazer uma localização mais precisa do problema, sem a necessidade de muito quebra-quebra.

Um desses aparelhos, por exemplo, é o Geofone, que é uma espécie de ultra-som.

Depois, fazem reparos de acordo com a necessidade de cada situação, com a rapidez necessária para evitar ainda mais prejuízos.

Portanto, se precisar de algum serviço hidráulico que só tende a trazer vantagens e benefícios para você, contate a Ligeirinho Caça Vazamentos pelo telefone: (11) 97084-1278.

FAQ: consumo de água

  • Quais são os maiores desperdícios de água?

    As formas mais comuns de desperdício de água são torneira mal fechada, o banho demasiadamente demorado, a mangueira ligada sem uso, a lavagem de calçadas, os excessos na limpeza dos carros e excesso no uso das máquinas de lavar roupas e louças.

  • Quais são as principais causas do desperdício de água?

    Entre as principais causas de desperdício de água, podemos citar a falta de manutenção de equipamentos com emprego de materiais mais baratos, a alta pressão para o abastecimento, vazamentos e ligações clandestinas.

  • Por que é importante evitar o desperdício de água?

    Menos desperdício significa não só mais disponibilidade de água boa e potável, mas também menos racionamento e prejuízos individuais, e menos impacto ao meio ambiente.

  • Como reduzir o consumo de água no banho?

    Evite ficar um tempo excessivo no banho, ficando entre 5 e 10 minutos mais ou menos, e fechando o chuveiro enquanto se ensaboa. Com isso, se gasta em média 50 litros de água.

  • Como reduzir o consumo de água na limpeza de calçadas e carros?

    O ideal é racionalizar o uso da água lavando calçadas e carros usando baldes, e, ainda assim, não fazendo essa lavagem com muita frequência, e sim, apenas quando for necessário. Para limpar a calçada, por exemplo, você pode usar uma vassoura no decorrer da semana, e só lavá-la a cada 15 dias.

  • Como reduzir o consumo de água na máquina de lavar roupa?

    Não faça uso dela com muita frequência, devendo ser utilizada somente quando for realmente necessário. O ideal é juntar as roupas, e fazer a lavagem delas 1 vez por semana, ou, a depender da necessidade, umas 2 vezes por semana, no máximo. O mesmo vale para a máquina de lavar louças, ou seja, juntar todos os utensílios para fazer a lavagem de uma vez só.