Infiltrações

As infiltrações estão entre os problemas mais corriqueiros em uma rede hidráulica.

E, também são os que mais dão dores de cabeça por serem, muitas vezes, difíceis de localizar e consertar.

Os transtornos que causam, geralmente, trazem muitos prejuízos se o reparo não for feito com urgência.

Por isso, a seguir, saiba tudo a respeito das infiltrações (que podem ou não ser causadas por vazamentos), de como fazer a localização dessas avarias e quando é a hora de chamar técnicos da área.

O que é uma infiltração?

Inicialmente, comecemos com o conceito de infiltração, que é bem simples de entender.

Trata-se de um problema na estrutura dos imóveis quando certa quantidade de água penetra nas paredes, pisos e tetos desses locais.

Em grande parte das vezes, uma infiltração acontece por causa de água da chuva, quando partes como telhas e calhas estão danificadas.

No entanto, as infiltrações também podem acontecer devido a canos furados ou rachados, cuja água que escorre deles entra no gesso e na argamassa das estruturas.

Verificar se o hidrômetro se mexe, mesmo sem consumo, pode ser indício de encanamento danificado, por exemplo.

Ou seja, uma infiltração pode acontecer com a água escapando de canos ou ralos, ou quando ela consegue passar pelas frestas de tetos e paredes sem a devida proteção.

Com isso, podemos dizer que há duas situações nas quais esse problema acontece:

  • De fora pra dentro: provocada por água da chuva, umidade do solo ou por lençol freático;
  • De dentro pra fora: causada por vazamentos que são, geralmente, ocultos.

Veja agora mais detalhes a respeito desse tipo de problema.

Causas de uma infiltração

Um modo eficaz de combater problemas hidráulicos como infiltrações é sabendo o que causa isso.

Assim, é mais fácil observar os sinais delas, fazendo uma localização mais precisa e rápida da origem da avaria, até se for preciso chamar um encanador.

Entre essas causas, há:

Falta de impermeabilização na laje

Um dos procedimentos que melhor previne contra infiltrações é o serviço de impermeabilização de certas partes do imóvel, como a laje.

A função de um produto impermeabilizante é deixar a superfície mais lisa, possibilitando um escoamento mais adequado da água.

Mas, se o local tiver um produto de baixa qualidade ou que, sequer, foi impermeabilizado, então, as chances da água (principalmente da chuva) penetrar pelas lajes, tetos e paredes é muito grande.

Lembrando que telhas quebradas, rachadas ou trincadas também causam infiltração.

Parede que recebe diretamente água da chuva

Até produtos impermeabilizantes desgastam com o tempo, e por isso, o mais adequado é investir em outras formas de proteção.

Por exemplo: o uso de beirais (pingadeiras) para evitar que a água da chuva bata direto na parede e acabe causando alguma infiltração.

É preciso que esse beiral seja de um tamanho adequado para receber uma boa quantidade de água quando chove.

Também é fundamental observar com frequência se as colhas do imóvel estão conservadas.

Calhas danificadas ou entupidas também provocam problemas desse tipo, na maior parte das vezes, nas laterais e nos cantos das paredes.

Vazamento de canos e tubulações em geral

Outra causa bastante comum de infiltrações é quando os canos começam a vazar.

Esse problema é comum nas “áreas molhadas” do imóvel, onde ocorre muito consumo de água: cozinhas, banheiros e lavanderias.

A avaria pode ser tanto um vazamento (como um furo ou rachadura), ou simplesmente o entupimento do encanamento (o que ocorre muito em pias de cozinhas e ralos de banheiro).

Falta de ventilação no imóvel

Infiltrações não são necessariamente causadas por falta de ventilação no ambiente, mas, é certo que esse fator (junto com muita umidade) pode agravar os efeitos desse problema.

Ou seja, isso pode ajuda no acúmulo de umidade do local, causando manchas de mofo e bolor com facilidade em paredes e tetos.

Para evitar isso, o correto é deixar o ambiente “respirar” um pouco de ar fresco, com a abertura de muitas portas e janelas.

Umidade do solo

A infiltração também pode ocorre no solo ou subsolo de um imóvel, principalmente se o local for antigo.

A depender se a rua é asfaltada ou não, e se tem um bom sistema de drenagem quando chove ou não, a umidade pode ficar acumulada no solo, penetrando nas vigas e nas demais estruturas do local.

Uma forma de tentar evitar esse problema ao máximo é tentar impermeabilizar essa parte, evitando assim que a água fique acumulada em um único ponto.

Problemas hidráulicos do vizinho

Em algumas ocasiões uma infiltração pode vim do imóvel do vizinho, e não do seu, principalmente se for apartamento.

Por isso, é importante verificar bem a origem do problema, e descartadas as possibilidades anteriores, há uma grande probabilidade de o problema estar no vizinho mesmo.

Se estiver, é ele quem deverá fazer o conserto da avaria do seu próprio imóvel e ressarcir você de eventuais danos na estrutura da sua residência ou em imóveis e eletrodomésticos.

Há também a chance da infiltração vir da rua, ou seja, a responsabilidade é de concessionárias como a Sabesp.

Fique atento para cada uma dessas possibilidades.

Locais onde ocorrem infiltrações

É preciso ficar atento também aos possíveis locais onde há maior incidência de infiltração para garantir a prevenções a esses problemas.

Aparecendo qualquer mancha mais úmida, de bolor ou mofo em alguns lugares, já é alerta suficiente para chamar um técnico ou encanador.

Veja que locais são esses:

Laje

Como um dos principais motivos de infiltrações é justamente o escoamento da água da chuva, a laje e o teto como um todo são muito propensos a terem esse problema.

Os sinais de infiltrações nesse lugar são os mesmos de outros, como goteiras, manchas escuras, tinta descascando, bolhas e por aí vai.

Fique de olho nos dias de chuva, e alguns dias após, já que a água pode ter ficado acumulada ali, e em pouco tempo, os sinais vão aparecer.

Parede

Outro ponto do imóvel muito propenso a ter infiltrações é nas paredes, principalmente porque as causas do problema podem ser muitas.

A situação pode ter origem tanto em vazamentos de canos embutidos nas paredes, quanto devido a infiltrações do teto e na laje que escorrem, e danificam esses locais.

A umidade excessiva do ambiente também pode provocar esse problema com relativa facilidade.

Ao mesmo tempo, é fácil detectar a avaria, pois, visivelmente as paredes apresentam sinais típicos, como azulejo descolando, manchas escuras, lodo em alguns cantos, etc.

Ao localizar isso, é necessário chamar um técnico ou encanador o mais rápido possível, pois, infiltrações nas paredes geralmente causam danos de forma bem rápida.

Pisos

Quando existe alguma infiltração por causa de vazamentos em canos que passam pelo alicerce da casa ou devido à infiltração no solo, o problema é denunciado por alguns sinais no piso.

São peças que vão se descolando, piso formando pequenas ondulações, manchas, mau cheiro, e por aí vai.

Lembrando que o problema pode estar mais fundo ainda, em esgotos ou no lençol freático que passa pelo local, sendo preciso contratar uma desentupidora para resolver o problema.

Também é urgente resolver esse tipo de problema para evitar o enfraquecimento da sustentação do imóvel, o que pode provocar acidentes no futuro.

Basicamente, são esses os três locais de um imóvel onde infiltrações podem surgir.

Quando se trata de cômodos específicos, é bom lembrar que cozinhas e banheiros estão mais propensos a terem infiltrações.

Agora, veja a seguir como identificar as diferenças entre umidade e infiltração, já que muita gente se confunde com esses dois termos.

Diferença entre umidade e infiltração

Saber diferenciar umidade de infiltração é importante para garantir uma melhor detecção do problema, com uma solução mais definitiva.

Como já foi dito antes, infiltração é uma situação em que a água transpassa a estrutura de um imóvel, seja pela chuva ou vazamentos em canos.

Já a umidade em si ocorre simplesmente quando o ambiente fica mais úmido. Apenas isso.

Ou seja, uma das causas da umidade é justamente a infiltração, mas, podem ser outras variadas.

As origens desse problema podem ser divididas na seguinte classificação:

Umidade por intempéries do tempo

Neste caso, o problema é causado basicamente por água da chuva, e que está ligado diretamente com a causa de infiltrações também.

Ou seja, quando água penetra em fissuras ou rachaduras na estrutura de telhados, lajes, paredes e até mesmo chegando em pisos.

Umidade por condensação

Esse tipo aqui ocorre quando existem muito vapor d’água em ambientes (principalmente os mais fechados, que não recebem vento nem luz do sol), entrando em contato com superfícies muito frias.

Geralmente essas superfícies podem ser paredes ou qualquer uma feita de metal ou de vidro.

Um ambiente propício a esse tipo de umidade é o banheiro, cujas gotículas de água grudam na parede, e podem causar bolor.

Umidade ascendente por capilaridade

Aqui, o problema surge especificamente em locais na parte inferior das paredes de um imóvel.

Ocorre quando esses locais absorvem em demasia umidade vinda do solo, mais especificamente da fundação da construção.

Acontece assim: a parede afetada está ligada às vigas de fundação, e estas, por sua vez, estão em contato com a umidade do solo.

Além de causar bolor nas paredes, esse tipo de umidade pode prejudicar o alicerce do imóvel.

Umidade por infiltração

Este problema daqui é bem simples de entender por tudo o que já dissemos até agora.

Basicamente ela ocorre no interior de construções como paredes, sendo causada por escapamentos em canos e até por ausência de produtos impermeabilizantes.

Agora que você já viu que umidade e infiltração não são a mesma coisa, vamos aos prejuízos específicos causados por esta última.

Prejuízos causados por infiltrações

Assim como vazamentos, as infiltrações podem causar danos pequenos ou até permanentes no imóvel, provocando muitos prejuízos.

Veja alguns deles:

Prejuízos financeiros

Esses daqui são os problemas mais comuns que podem acontecer caso você não localize e conserte infiltrações com rapidez.

Com o passar do tempo, essa condição pode deteriorar tanto as estruturas do imóvel que somente uma grande reforma resolve a situação, obrigando a gastos maiores e desnecessários.

Sem contar ainda que se a infiltração tiver como causa vazamentos em canos embutidos, ocorre também desperdício.

Consequentemente ocorre conta alta, com um consumo elevado além do padrão.

Problemas estruturais

Quanto mais tempo demora em localizar e consertar infiltrações, alicerces, pisos, tetos e paredes vão se deteriorando e podendo provocar acidentes.

Ao mesmo tempo, o aspecto do imóvel vai ficando cada vez mais feio, o que gera o primeiro prejuízo citado anteriormente, com a necessidade de reformar o local constantemente.

Sem contar que se essas infiltrações atingirem vigas no alicerce do local, isso pode provocar acidentes sérios.

Desvalorização do imóvel

Essa é uma consequência natural de uma infiltração prolongada e não resolvida.

Pelo fato das infiltrações mancharem várias superfícies com mofo, bolor e outros, por fora, o imóvel fica feio, e por dentro, fica mais deteriorado e seu valor de mercado diminui.

Por isso, quando precisar alugá-lo ou vendê-lo, será necessário cobrar um valor menor devido a esses problemas hidráulicos.

Ocorrência de doenças

Pelo fato de infiltrações causarem mofo e bolor na superfície de pisos, tetos e paredes, isso pode ser um agravante para o surgimento ou piora de certas doenças para os moradores do local.

Doenças respiratórias (como bronquite) e de pele são alguns exemplos de enfermidades oriundas de problemas desse tipo.

Ou seja, tratar de consertar rápido qualquer tipo de infiltração também é um caso de saúde.

Possibilidade de desabamento

Esse problema aqui não acontece de uma hora para outra, mas, é importante ficar atento.

Com o passar do tempo, uma infiltração, por menor que seja, pode corroer as estruturas metálicas de um imóvel.

Isso, por sua vez, vai causando gradativamente rachaduras, o que pode levar ao desabamento da construção.

Esse perigo é mais presente em casas e prédios construídos à beira-mar, ou em mangues, cujo subsolo pode estar recebendo muito umidade e deteriorando o alicerce desses locais.

Por isso, é importante se certificar de que a casa ou prédio onde for morar esteja em local com alicerce sólido, e sem risco de umidade excessiva do solo.

No próximo tópico, veja algumas dicas de como evitar esse problema.

Como evitar infiltrações?

Prevenir-se de infiltrações nem sempre é muito simples, assim como acontece com os vazamentos.

Mas, ainda assim, dá pra tomar certas medidas para garantir que o seu imóvel não sofra com esse tipo de avaria hidráulica.

Vejas algumas das mais simples:

Faça a vedação correta de portas e janelas

Então, uma dica valiosa para evitar ao máximo que água da chuva entre no imóvel.

A maneira de fazer isso é vedando bem portas e janelas que fazem acesso com áreas externas, como as varandas, por exemplo.

Isso vai, pelo menos, evitar infiltrações em esquadrilhas de alumínio e partes de madeira quando estiver chovendo.

Essa vedação pode ser feita com argamassa, silicone ou espuma de poliuretano.

Para evitar maiores problemas, a dica é consultar um especialista.

Realize a manutenção e a limpeza periódica das calhas

Uma das principais funções das calhas é proteger as paredes externas do imóvel, impedindo a água da chuva entrar.

Essas peças também evitam apodrecimento dos beirais, bem como o surgimento de rachaduras e a formação de manchas.

Por essa razão, é importante verificar de tempos em tempos se as calhas estão quebradas, furadas ou entupidas.

Trata-se de um trabalho bem simples, mas, que evita muitos transtornos.

Coloque impermeabilizantes onde puder

Uma das maneiras mais eficazes de evitar infiltrações de todos os tipos é colocando produtos impermeabilizantes nas paredes, tetos e lajes (principalmente em locais como banheiros).

Além proteger contra infiltração, esse procedimento previne contra rachaduras que podem causar muito prejuízo.

Você pode usar desde manta asfáltica até aditivos de argamassa, pois, o mercado oferece produtos bem variados nesse sentido.

A dica é consultar técnicos da área, se possível.

No geral, esse tipo de produto deve ser colocado embaixo de cerâmica, porcelanato, cimento, madeira, pedra e azulejo.

Faça inspeções constantes

Mesmo com todas essas dicas de prevenção, é importante sempre ficar atento a possíveis focos de infiltração.

Caso apareça alguma mancha de mofo ou bolor em alguma parede, por menor que seja, é importante ficar alerta e ver se não tem alguma infiltração por vazamento ou devido a chuvas.

Também é importante fazer manutenções constantes.

Por exemplo: com o passar do tempo, produtos impermeabilizantes podem perder seu poder de ação.

Por isso, fazer manutenções constantes (troca de impermeabilizantes, conserto de calhas e telhas, etc) ajuda bastante.

Como consertar infiltrações?

Em alguns casos as infiltrações podem ser facilmente consertadas por conta própria, só precisando ter cuidado para saber onde exatamente está a origem do problema e prevenções básicas de segurança.

Veja a seguir algumas situações em que os reparos dessas avarias podem ser feitos de maneira rápida e eficaz por você mesmo:

Paredes danificadas

Se a parede estiver descascando ou com pintura manchada, verifique onde se encontra o problema.

Se for um vazamento que você possa trocar uma peça rapidamente por ser de fácil acesso, ótimo.

Se não, chame um encanador, que geralmente faz um preço muito bom por esse tipo de serviço.

O problema também pode ser de água da chuva. Se for problema nas telhas ou calhas, conserte primeiro essa parte.

Em seguida, em relação à parede, raspe a parte do reboco que possui a infiltração e aguarde a área secar por completo (você pode usar um ventilador ou secador de cabelo para agilizar o processo).

Depois, é necessário aplicar algum produto impermeabilizante no local, fazendo um novo reboco por cima com uma massa de cimento forte.

Passe novamente o produto impermeabilizante e espere secar para pintar por cima.

Excesso de umidade

Outro problema que infiltrações acarretam é o excesso de umidade em um ambiente.

O ideal é que o local tenha portas e janelas e que você possa abri-las com frequência durante o dia (especialmente quando estiver sol) para deixar o lugar mais seco.

Mas, se o cômodo em questão não tiver isso, então, a solução é investir em um desumidificador para tirar esse excesso do ar.

Você percebe que um cômodo está mais úmido do que o normal quando se forma mofo na base das paredes, rente ao chão.

Telhados com problemas

Outra causa muito comum de infiltrações é telhado danificado, o que facilita a entrada de água da chuva.

Primeiramente, você deve se certificar de que o telhados acima das manchas ou marcas de água no teto realmente está com alguma avaria, como uma ou mais telhas quebradas, por exemplo.

Dica: caso o imóvel tenha sótão, procure por manchas de mofo ou bolor com a ajuda de uma lanterna.

Caso o telhado seja do tipo inclinado, é importante procurar algum dano em locais mais altos do que aqueles onde tem indícios de infiltração.

No geral, o conserto é simples, precisando apenas trocar uma ou duas telhas e selando pequenas aberturas para evitar a passagem de água.

Endireitar e instalar novamente telhas curvadas também é importante na hora de fazer esse tipo de conserto.

Aplicar uma solução impermeabilizante de silicone é outra forma de consertar e evitar que infiltrações voltem a acontecer.

Dilatações de pisos

Outro ponto é ficar atento à dilatação de pisos, que também é consequência de infiltrações no solo.

Isso ocorre basicamente pelas diferenças de temperatura, causando dilatação ou retração devido a vários fatores, de vazamentos à umidade, e até mesmo pela movimentação de carros e pessoas no local.

A aplicação de selante nas fendas resolve a questão, bem como achar a origem dessa dilatação e resolver na fonte.

Ou seja, basicamente são esses os problemas de infiltrações que podem ser resolvidos por conta própria,

Veja agora quando chegar a hora de contratar nossos técnicos.

Contrate a Ligeirinho em caso de infiltrações

O momento de chamar um técnico ou um encanador da Ligeirinho Caça Vazamentos é quando perceber que tem algum problema de infiltração no imóvel, mas, não consegue encontrar a origem da avaria.

Isso porque, em alguns casos, trata-se de um problema bem mais profundo, como vazamentos ocultos, e que só profissionais da área resolvem devido ao uso de equipamentos adequados.

Portanto, se perceber manchas de mofo e bolor na superfície de pisos, tetos e paredes, locais excessivamente úmidos e molhados, ou com azulejos e pisos descolando, chame nossos profissionais.

A Ligeirinho foca na prestação de serviços de reparos hidráulicos que são causados por vazamentos e/ou aumento da conta de água.

Muitas vezes estes problemas são iniciados na infiltração, e esse é o motivo pelo qual temos essa categoria.

Ela é usada como uma possibilidade para os serviços de reparos, mas não especificamente para impermeabilizar ou fazer esses pequenos trabalhos.

Com a ajuda de aparelhos como Geofone, nossos técnicos conseguem localizar o ponto exato da avaria, fazendo um conserto imediato.

E tudo isso por um dos menores preços do mercado, sendo considerada referência em soluções para os serviços de reparos hidráulicos residênciais, na qual também fornece ínumeras vantagens e benefícios.

Não deixe pra amanhã a solução desse problema, pois, em longo prazo, uma infiltração causa prejuízos e transtornos bem sérios.

De resto, fique atento à manutenção do seu imóvel que você só tem a ganhar.

Para qualquer serviço ou emergência, ligue para a Ligeirinho pelo número: (11) 97084-1278.

FAQ: infiltrações de água

  • Quais os sinais de infiltrações?

    Entre os sinais mais claros de infiltrações, estão bolhas na pintura, manchas acizentadas ou pretas nas paredes, rodapés soltos ou manchados e manchas e rachaduras no teto.
    Em dias mais úmidos ou frios, pode aparecer um “suor” nas paredes, enquanto que as manchas surgem quase sempre na parte superior de paredes ou simplesmente no teto.

  • Como ocorrem as infiltrações?

    Geralmente, as infiltrações acontecem por intempéries do tempo, como água da chuva que entra por janelas, paredes e telhados.
    Assim que a água encontra alguma passagem (fresta, furo ou rachadura), ela penetra na estrutura, causando manchas de mofo e bolor, além de descascar a pintura e descolar azulejos.

  • Como saber se a infiltração vem do vizinho?

    Para saber exatamente a origem de uma infiltração, o ideal é contratar um serviço profissional de caça-vazamentos. Ainda assim, é possível desconfiar de onde vem o problema.
    Caso o imóvel não tenha passado por nenhum tipo de reforma nos últimos meses, o telhado e as calhas estão intactos, e não há manchas no meio das paredes, então é provável que o problema seja no vizinho.

  • O que as infiltrações podem causar?

    Além de problemas estruturais no imóvel, infiltrações causam desvalorização do local e provocam doenças.
    Entre as enfermidades mais comuns, estão bronquite, asma e problemas de pele.

  • Quais as formas de prevenção das infiltrações?

    Primeiro, faça uma inspeção regular nos principais focos de infiltração, como paredes de banheiros, rodapés e partes das paredes que ficam próximas ao teto.
    Faça também a vedação correta de portas e janelas, principalmente em dias de chuva, e realize a manutenção periódica de calhas, além de investir em impermeabilização.

  • Para que serve a impermeabilização?

    Trata-se de um procedimento no imóvel para aplicar um material e impedir a passagem de água e fluídos diversos na estrutura de pisos, tetos e paredes.
    Dessa forma, a água (como a que vem da chuva, por exemplo) não entra nas frestas do imóvel, provocando a sua deterioração.